7168352611203709 Running & Medals - Artigos - Treino Maratona 3

RUMO À MARATONA DE SEUL 

José Pedro Baptista

Autor do blog Correndo com Zátopek

Data de publicação: 23/07/2018

SEMANA 3


► Distância total: 67.5 Km (90% de 75 Km)

► Ritmos-alvo: E (4:38-5:14), M (4:14), T (4:00), I (3:41), R (3:25)


Segunda-feira

 Descanso

Terça-feira

 10 E

Quarta-feira (Q1, 22.5 Km)

 90-120 min. E

Este treino seria um pequeno bombom não fosse o ar abafado do costume, como uma almofada encostada à cara. Mas também senti frio, um suor gelado, quando abelhões (e outros projécteis de grande porte) se esbardalhavam contra a cabeça. Os muitos bichinhos, que adoram a minha garganta, eram mais que o costume àquela hora e obrigaram-me, em muitas alturas, a respirar pelo nariz e canto da boca onde, outrora, se encaixava um Português Suave. Esta contrariedade, e a ausência de adrenalina que me proporcionam as mudanças de ritmo, acabaram por me desgastar mais do que contava. Desta vez, levei botija de água, mas não me saciei, porque a água que espera na palhinha fica morna…

Quinta-feira

 Descanso

Sexta-feira

 10 E

Sábado

 5 E

Domingo (Q2, 20 Km)

10 E + 3 T + 0.4 E + 3 T + 0.4 E + 1.5 T + 1.7 E

Hoje não houve bichos – morreram com o calor da tarde – mas de pouco me valeu respirar, porque o ar estava morto, um inferno de labaredas negras apesar da partida mais tardia que o habitual (21:30). Se cá estivesse a mãezinha, chamava-me todos os nomes, de estúpido para cima, por me meter nestas coisas. A verdade é que, depois de andar o dia a borrar-me de medo enquanto imaginava os piores cenários possíveis (desmaios, síncopes, quedas ao rio), a coisa fez-se. Para a sensação de 31ºC tinha um handicap para os segmentos T de 11 segundos (4:11/Km em vez de 4:00/Km) mas consegui uma média de 4:07/Km, embora a dificuldade em alimentar os pulmões tenha obrigado a dar tudo.

Resumo da semana

   Ritmo    Tempo       %

     E       4h59     89.6

     M       0h00      0.0

     T       0h31     10.4

     I       0h00      0.0

     R       0h00      0.0

No primeiro incremento na quilometragem semanal (mais 7.5 Km em relação à semana anterior), foi dada prioridade ao tempo de corrida. Com quase 90% do tempo total em E ultrapassei, pela primeira vez, a barreira das cinco horas em uma semana (5h30). Nem por isso o programa aligeirado deixou de ser duro, pois o calor na rua (e no ginásio) torna difíceis todos os ritmos.

©Running & Medals - Portugal 2016  |   Todos os direitos reservados.