7168352611203709 Running & Medals - Artigos - Treino Maratona 9

RUMO À MARATONA DE SEUL 

José Pedro Baptista

Autor do blog Correndo com Zátopek

Data de publicação: 03/09/2018

SEMANA 9


► Distância total: 75 Km (100% de 75 Km)

► Ritmos-alvo: E (4:38-5:14), M (4:14), T (4:00), I (3:41), R (3:25)


Segunda-feira

 Descanso

Terça-feira

 10 E

Quarta-feira

 5 E

Estava no trabalho quando ouvi o telemóvel do colega a apitar alto (mensagem da protecção civil, já conheço a “música”). Como estava programado um treino E (25 Km em 2 horas) fugi logo para outra sala para evitar ouvir más notícias. Lá fora chovia bastante, mas nada que detivesse um homem decidido, pronto para acolher a chuva, fosse ela fraca ou intensa, certo? Errado. A ciclovia, os arbustos, os bebedouros, as escadas de acesso… tudo desapareceu: restava um rio, castanho e furioso, a carregar restos de árvores, materiais de construção, e outras porcarias. Fiquei a olhar para aquele espectáculo algum tempo – “como é que eu vou fazer?” – e, um pouco mais tarde – “não vai dar”. Para não fazer figura de urso completo (só parcial) comecei a correr pelas ruas, com o cuidado de decorar o caminho de volta. Acabaram por ser 5 Km de obstáculos, uma carga de água nos últimos minutos, e a noite não foi completamente desperdiçada.

Quinta-feira

 12.5 E

Sexta-feira

 15 E

Sábado

 7.5 E

Domingo (Q2, 25 Km)

Depois de três penosos dias na passadeira (para chegar aos 50 Km antes do treino “a sério”) para dar tempo ao rio para voltar ao sítio, a vontade de correr no exterior era muita. O tempo ajudou e os 19 Km fizeram-se sem dificuldade, com o ritmo certinho do princípio ao fim. Senti um cansaço saudável, mas fiquei longe de praguejar a modalidade, como por vezes acontece nos treinos mais exigentes. Ainda passei por algumas dezenas de caranguejos a passear na terra que as tempestades remexeram e por locais com estragos evidentes, acompanhados por um cheiro nauseabundo, capaz de enfraquecer um homem requintado como eu. Quanto às sensações, não podiam ser melhores, porque não senti nos 80 minutos a 4:13/Km que estivesse a “esgalhar”.

Resumo da semana

   Ritmo    Tempo       %

     E       4h45     78.1

     M       1h20     21.9

     T       0h00      0.0

     I       0h00      0.0

     R       0h00      0.0

Uma semana simples que se revelou difícil pela necessidade do primeiro treino específico ter que ser fraccionado (tal como a morte, 25 Km na passadeira não se deseja a ninguém). Os ritmos pachorrentos no ginásio conduziram à semana com mais minutos de corrida de sempre (6h05), com mais treinos de sempre (seis) e o culminar de mais um mês de 287.5 Km, também um máximo ex aequo (Julho, Agosto). O treino de Domingo fechou com chave de ouro a semana de ritmos suaves, com o treino em velocidade de maratona num patamar de dificuldade acima do treino da semana 7, onde os mesmos 19 Km tinham um pequeno intervalo pelo meio. Depois de uma semana de (quase) regeneração, segue-se mais uma de 75 Km com dois treinos que no papel não assustam, mas na rua é que a gente conversa...

©Running & Medals - Portugal 2016  |   Todos os direitos reservados.